Logo
  • Com ‘bandeira vermelha’ conta de luz ficará mais cara em maio, afirma Aneel.

    Publicidade Victor Farma e Auto Posto Piedade

    Em plena pandemia da covid-19, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou na última sexta-feira (30/04/2021) que a conta de luz terá “bandeira vermelha” no mês de maio. Isso significa que será cobrada uma taxa adicional mais alta, de R$ 4,169 para cada 100 kWh.

    Chegou mai um aumento na conta de energia em maio, pois em abril, as faturas de todo o país foram fechadas com bandeira amarela, que representa R$ 1,34 a mais a cada 100 kWh. Segundo a Aneel, o “agravamento” da bandeira tem relação com a época do ano, já que o mês de maio marca o início da estação seca em boa parte do país, por isso há um grande consumo de energia.

    ÓTICA PROVISA CURURUPU - Rua Getúlio Vargas Nº 03 Centro Fone: 984966011

    AGENDE A SUA CONSULTA NA ÓTICA PROVISA CURURUPU - Rua Getúlio Vargas Nº 03 Centro Fone: 984966011

    Com os reservatórios das principais usinas hidrelétricas do país baixos, mesmo em temporada de chuvosa. Segundoa a agência, sinaliza um “patamar desfavorável de produção” de eletricidade quanto menos água guardada, maior a necessidade de acionamento das termelétricas, que são mais caras.

    Posto Guará

    “Essa conjuntura sinaliza patamar desfavorável de produção pelas hidrelétricas e elevada necessidade de acionamento do parque termelétrico, pressionando os custos relacionados ao risco hidrológico (GSF) e o preço da energia no mercado de curto de prazo (PLD). A conciliação desses indicadores levou ao acionamento do patamar 1 da Bandeira Vermelha”, informou a Aneel.

    A aplicação da bandeira vermelha nas contas de luz tem impacto sobre a inflação geral do país. Até março, o índice oficial acumulava alta de 6,10% em 12 meses – acima da meta de inflação para este ano, que é de 3,75%.

    Sistema de bandeiras

    O sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo de geração de energia. A bandeira fica na cor verde quando o nível dos reservatórios está alto e não há necessidade de acionamento extra de usinas térmicas, cuja produção de energia é mais cara.

    Com os reservatórios baixos, a perspectiva é de alta no custo da energia já que exige o acionamento de mais térmicas. Assim, a bandeira pode passar para as cores amarela e vermelha (patamar 1 ou 2).

    O objetivo do sistema de bandeiras é informar aos consumidores quando o custo aumenta e permitir que eles reduzam o uso para evitar pagar uma conta de luz mais cara.

    Fonte: Ana Paula Castro



    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!