Logo
  • Filipinho Sport Club lança Nota de Repúdio contra atos de integrantes do União de Brasília.

    O Time do Filipinho Sport Club, lançou Nota de Repúdio e Lamento contra os atos praticados por  integrantes do União de Brasília durante o final do jogo pelo Campeonato de Inverno, no dia 07 de julho de 2019, na arena Campo do Brasil.

    NOTA DE REPÚDIO 

    O Filipinho Sport Club vem a público repudiar e lamentar os atos de violência cometidos por integrantes do União de Brasília no último domingo (07), na arena Campo do Brasil na partida eventual de semifinal do Campeonato de Inverno, após a conclusão do jogo. 
    Depois do apito final, atletas do União de Brasília, acenaram com gestos obscenos e avançaram incitando violência de sua torcida, contra nossa torcida, comissão técnica, jogadores e dirigentes, em um ato de total desrespeito e prática anti esportiva, gerando assim, um ambiente de ameaça para nossos torcedores, jovens, idosos, crianças e adultos integrantes da imensa torcida alvi celeste que é fiel a este escudo e protagonizam conosco nossas glórias e também nossas derrotas. 
    Para nossa instituição é inaceitável que nosso maior patrimônio “nossa torcida” e membros desta instituição sejam acuados e tratados de maneira hostil como nesse infeliz episódio da última partida. 
    O clube sentiu a derrota, mas aceitou de cabeça erguida por reconhecer que nos dois tempos regulamentares da partida não teve êxito e não jogou com a entrega que sempre entra em campo. Reconhecemos que fizemos uma partida abaixo do que costumamos fazer e aceitamos a derrota com dignidade, afinal os verdadeiros campeões são feitos de humildade. 
    Entendemos que nossa bela história incomoda muita gente, afinal são muitos títulos, uma recente sequência de glórias, dedicado a nossa imensa torcida alvi celeste. E todo esse mérito que veio com muito esforço e comprometimento, é resultado de um trabalho incansável do Filipinho Sport Club.
    Nossa Instituição entende os lamentáveis episódios ocorridos que feriram nossa torcida, dirigentes, jogadores e comissão técnica, são graves e anti esportivos e irá pedir formalmente que os responsáveis diretos por esses atos sejam punidos com a suas respectivas expulsões diretas do campeonato conforme prevê o artigo 31º do capítulo VI do regulamento do Campeonato.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!