Logo
  • Ilhas de Cururupu receberão energia elétrica limpa após pedido de Edilázio junto à Equatorial

    Publicidade Victor Farma e Auto Posto Piedade

    ÓTICA PROVISA CURURUPU - Rua Getúlio Vargas Nº 03 Centro Fone: 984966011

    AGENDE A SUA CONSULTA NA ÓTICA PROVISA CURURUPU - Rua Getúlio Vargas Nº 03 Centro Fone: 984966011

    Doze comunidades do município de Cururupu, distribuídas em pequenas ilhas, vão receber energia elétrica limpa até 2022. O investimento foi assegurado pela Equatorial, que atendeu a um pedido formalizado pelo deputado federal Edilázio Júnior (PSD).

    Na última sexta-feira (21), Edilázio participou de uma reunião com o presidente da Equatorial, Augusto Dantas; com o ex-prefeito de Cururupu, Júnior Franco e com os vereadores Adaildo Borges e Josean Almeida, ocasião em que foi assegurada a instalação de energia elétrica nas comunidades.

    ET Engenharia e Consultoria do Engenheiro Eridelson Moura Tavares.  Rodovia Governador Antônio Dino, 77, Bairro Areia Branca, Cururupu (MA). ZAP: (98) 984236830 - CREA MA 1119681944

    O investimento de R$ 52 milhões será feito por meio do programa “Mais Luz para a Amazônia”, uma vez que Cururupu se enquadra na Amazônia Legal e os sistemas deverão ser atendimentos 100% por energia limpa [solar ou misto (solar + eólica)], sem qualquer possibilidade de utilização e gerador diesel como complemento.

    As comunidades de Valha-me Deus, Guajarutiua, Caçacoeira e São Lucas serão as primeiras a receber as obras. As quatro concentram um número maior de domicílios.

    Estou muito feliz em saber que todas aquelas ilhas, as 12 comunidades, irão receber energia elétrica e sair de um atraso de centenas de anos. Quando disputei a eleição em 2018 essa foi uma das promessas que fiz a Cururupu e que agora está sendo cumprida. Precisamos também reconhecer a sensibilidade de Zé Jorge (diretor institucional da Equatorial) e o trabalho sério e competente do Augusto Dantas que foi quem viabilizou o projeto para a execução das obras. Em breve todas essas ilhas sairão do escuro”, disse.

    O plano de obras para a execução da instalação dos sistemas de energia elétrica já foi apresentado a Eletrobrás e encontra-se em processo de validação técnica. Uma vez aprovado será iniciado o processo de contratação das empresas executoras (já em negociação) para início efetivo neste primeiro semestre. A expectativa é de que em 8 meses todo o sistema já esteja em funcionamento.

    Do Blog do Diego Emir



    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!