Logo
  • Morre o cantor e compositor Erasmo Carlos aos 81 anos.

    Victor Farma - Conheça nossa história em nosso Instagram

    Morreu nesta terça-feira (22) o cantor Erasmo Carlos, aos 81 anos. A informação foi confirmada pela gravadora dele, a Som Livre.

    A família do cantor e compositor Erasmo Carlos, comunicou em nota que o velório do artista será apenas para a família e para os amigos íntimos. Além disso, eles confirmaram a causa da morte do músico.

    Segundo o texto, Erasmo havia sido internado no dia 2 de novembro no Rio de Janeiro, no Hospital Barra Dor, com um quadro de paniculite complicada por sepse de origem cutânea. Paniculite é uma inflamação da camada de gordura que fica abaixo da pele.

    ULTRAGAZ CURURUPU

    ULTRAGAZ CURURUPU

    Já sobre o velório, os familiares informaram que será uma cerimônia fechada, voltada apenas para a própria família e amigos íntimos. “Quem quiser homenageá-lo, escute suas músicas, suas mensagens. Nada o faria mais feliz e amado!”, afirmaram.

    Roberto Carlos soube da morte de Erasmo Carlos por telefone. Uma pessoa da família de Erasmo ligou para o cantor assim que foi confirmado o falecimento, na manhã desta terça-feira, 22. Antes mesmo de a imprensa começar a noticiar, Roberto já estava informado. Ficou muito triste pela perda do amigo, mas já estava informado do seu quadro de saúde complicado.

    Roberto estava em casa, na Urca, no Rio. Segundo sua assessoria de imprensa, ele vai manter a agenda de shows. No dia 29, ele tem gravação do Especial de fim de ano da TV Globo, no Rio. No dia 3 do próximo mês, show aberto ao público na cidade. E, no dia 9 de dezembro, show no interior de São Paulo.

    Na noite anterior, o Roberto Carlos conseguiu se despedir de seu grande amigo através de uma chamada de vídeo. Erasmo já estava intubado na unidade hospitalar. Roberto, claro, estava bastante emocionado. O Erasmo, faleceu ao lado de sua esposa, a pedagoga Fernanda Passos.

    Em agosto, Erasmo teve covid-19 e passou oito dias no hospital para tratar a doença. No mês passado, o artista ficou internado por uma síndrome edemigênica, que ocorre quando há um excesso de líquido nos tecidos do corpo humano o edema. Dois dias depois, ele recebeu alta.

    “A síndrome pode ser provocada pelo mau funcionamento dos órgãos, como rins, fígado e até o coração”, explica Fabio Rossi, cirurgião vascular e presidente da SBACV-SP (Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular, da Regional de São Paulo).

    Ainda segundo o médico, há uma outra causa comum que pode gerar a síndrome, que é quando o edema atinge a parte de baixo da barriga e da pelve, afetando os membros inferiores, causando uma trombose quadro caracterizado pela presença de um coágulo em um vaso sanguíneo.

    “Não é incomum, em situações como essa, que esse coágulo se solte e vá para o pulmão, que é um processo conhecido como embolia pulmonar, que pode levar à morte súbita”, esclarece Rossi.

    Para tratar o problema é preciso, primeiro, identificar a causa, ou seja, qual órgão ocasionou a síndrome edemigênica. “Nem sempre é fácil fazer o diagnóstico, pois a insuficiência de um órgão pode influenciar outros”, explica.

    Se a causa for uma trombose, por exemplo, o médico diz que é possível utilizar um anticoagulante e outras técnicas de cateterismo. “Se a causa é renal, em uma fase mais grave, pode ser necessária a realização de hemodiálise.”.

    Erasmo nasceu em 5 de junho de 1941 no Rio de Janeiro e fez muito sucesso no cenário musical dos anos 60 com a parceria do amigo Roberto Carlos.

    Amigos de longa data e parceiros musicais, Erasmo e Roberto tiveram uma das mais lindas parcerias da MPB (Música Popular Brasileira), nascida na Jovem Guarda. Os artistas são responsáveis por hits atemporais como Gatinha manhosaComo é grande o meu amor por vocêQuero que tudo vá pro infernoSe você pensaSua estupidez, As curvas da estrada de Santos, Gatinha manhosa entre outros clássicos.

    Confira a pronunciamento da família na íntegra

    No dia do músico, nosso amado Erasmo Esteves, o Erasmo Carlos, o Gigante Gentil, o Tremendão, o Pai do Rock Nacional, se despediu.

    Erasmo criou, amou, acompanhou a cada um de nós nos momentos importantes das nossas vidas.

    E além de todas as maravilhas que compôs e cantou durante décadas, ele nos deixou recados: o futuro pertence à jovem guarda. E que é preciso saber viver!

    Vamos continuar cuidando das novas gerações, por nós e por ele.

    O velório será fechado à família e amigos íntimos.

    Quem quiser homenageá-lo, escute suas músicas, suas mensagens. Nada o faria mais feliz e amado!

    Estácio Pólo Cururupu

    Estácio Pólo Cururupu

    Em nota, o Hospital Barra Dor informa que Erasmo estava internado desde o dia 02/11 no Hospital Barra Dor com quadro de paniculite complicada por sepse de origem cutânea.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!