Logo
  • Na presença do Tenente Coronel Cláudio, Iraulino é promovido a primeiro Sargento.

    Publicidade Victor Farma e Auto Posto Piedade

    ÓTICA PROVISA CURURUPU - Rua Getúlio Vargas Nº 03 Centro Fone: 984966011

    AGENDE A SUA CONSULTA NA ÓTICA PROVISA CURURUPU - Rua Getúlio Vargas Nº 03 Centro Fone: 984966011

    Em Solenidade realizada na manhã de hoje, 28/07/2021, no auditório da Câmara Municipal de Cururupu, o 25º BPM realizou sua tradicional formatura mensal. Estiveram presentes na solenidade, o Sr. Ten. Cel. QOPM Cláudio, Comandante do CPAI-5, diversas representatividades políticas, dentre elas o Vice Prefeito da Cidade de Bacuri-MA, Jovan Cunha Silva, e o vereador do município de Cururupu-MA, Adaildo José Borges.

    A presente solenidade teve por finalidade homenagear o 1º SGT PM Iraulino pela promoção à graduação de 1º SGT PM.

    Na sua fala, o sargento Iraulino enfatizou sua jornada de trabalho nesses 28 (vinte e oito) anos de trabalho devotados à polícia. Destacou a necessidade da dedicação ao trabalho, com palavras de estímulo àqueles policiais que cerraram fileiras na corporação há pouco tempo, numa verdadeira exortação ao bom cumprimento da missão policial militar.

    ET Engenharia e Consultoria do Engenheiro Eridelson Moura Tavares.  Rodovia Governador Antônio Dino, 77, Bairro Areia Branca, Cururupu (MA). ZAP: (98) 984236830 - CREA MA 1119681944

    Num segundo momento, o Comandante do 25º BPM, Cap. QOPM Alexandre Lamar utilizou-se de diversos vídeos (cases) de policiais militares em atividade e fora dela, a fim de instruir a tropa a respeito do uso excessivo da força, excesso doloso no instituto da legitima defesa, crime omissivo impróprio e a tipicidade mediata, bem como o uso de álcool e psicotrópicos por policiais fora da atividade policial e o descontrole emocional.

    Para o Comandante do 25º BPM, é dever de cada Comandante orientar seus comandados quanto à situações de comportamento social. Frisou que a atividade policial não é pautada pelo exibicionismo e nem pela exacerbação da violência desmedida e injustificável e sim pela discrição e pelo comedimento.

    Para o Comandante, o poder extroverso da atividade policial não pode ser utilizado para perpetrar violência descabida e injustificável.

    Por fim, O Comandante do CPAI-5, Ten. Cel. QOPM Claúdio dirigiu-se à tropa, dando ênfase ás diversas ações desenvolvidas pelo CPAI-5 no leste ocidental. Orientou todo o policiamento quanto à obediência às regras de comportamento, à obediência, à disciplina, ao uso moderado da força bem como utilizou-se de sua vasta experiência na seara policial para orientar a tropa quanto aos procedimentos.



    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!