Logo

Crime Ambiental: Veneno de Timbó e Barrege são usados para matar peixes e camarões no rio Santa Maria.

Publicidade Victor Farma e Auto Posto Piedade

Camarão Tupi

Camarão Tupi – Imagem da Internet

Os pescadores artesanais e esportivos de Cururupu, estão reclamando da prática criminosa que está acontecendo no rio Santa Maria, segundo os mesmos, tem alguns pescadores que estão praticando crime ambiental, colocando o inseticida conhecido como Barrage nas águas do rio.

A denúncia que o Blog do Claudio Mendes, recebeu, aponta que várias pessoas estão colocando, além do veneno natural conhecido como “timbó”, o inseticida super perigoso conhecido como “Barrage” nas águas do rio Santa Maria, matando todos os animais que dependem da água. O crime está cometido e as autoridades precisam dá uma resposta à sociedade e punir os responsáveis.

Posto Guará

O Rio Santa Maria, é usado por vários pescadores na busca do Camarão Pitu, peixes e outros pescados, mas ao longo dos meses veio à escassez e após as investigações foi identificado a presença de algumas pessoas colocando o inseticida Barrage no rio, matando os camarões Pitu e outros pescados, gerando uma cadeia de problemas para as pessoas que o consomem, e para o meio ambiente.

Auto Posto Piedade Semana da Patria

Em, contato com o Secretário Municipal de Meio Ambiente, Gilberto Fonseca, o mesmo afirmou que a secretaria já tinha recebido as denúncias, e que já fiscalizou, não encontrou as pessoas denunciadas, mas já notificou cada uma das citadas.

“Sobre, algumas, pessoas colocando o veneno “Barrage” para matar camarão, a secretaria de Meio Ambiente já fez duas diligências no rio Santa Maria, e durante as mesmas não conseguimos flagrar nenhum usuário, do método criminoso, algumas pessoas, que tiveram os nomes mencionados durante as denúncias, foram notificadas, pois o Rio Santa Maria pertence ao município de Cururupu, e aproveito para informar que a nossa equipe está atenta e conversando, novamente, com as pessoas que foram denunciar lá na secretaria para tratar do caso. Mas as outras pessoas podem nos ajudar a identificar e denunciar as pessoas que estejam usando dessa prática criminosa, e as denuncias serão mantidas em absoluto sigilo”. Concluiu Gilberto Fonseca.

As pessoas já vinham colocando um produto conhecido como “Timbó” que deixa os pescados atordoados. O timbó é uma raiz venenosa, que ao longo dos séculos vem sendo usada para fazer pescarias, isso contribuiu para a escassez de pescados em lagos, rios e igarapés do nosso país.

O “timbó” faz parte de um conjunto de plantas que são tradicionalmente usadas para atordoar os pescados e ajudar na sua pesca. A raiz é batida até ser extraído o seu leite e depois é espalhado na água, o veneno se espalha rápido e todos os seres vivos daquele ambiente são exterminados, geralmente (caranguejos, peixes, cobras, jacarés, etc…), depois disso a água também fica contaminada, afastando os animais que dependem da água para beber, fora os pescados que apodrecem no outro dia.




0 Comentários

Deixe o seu comentário!