Logo

Igrejas Católicas em Cururupu e Central do Maranhão celebram Nossa Senhora da Conceição neste sábado (8)

Publicidade Victor Farma e Auto Posto Piedade

Postado Por: Claudio Mendes
Data da Publicação: 08 de dezembro de 2018
Fonte: Redação
Foto Divulgação
As Igrejas Católicas de Cururupu nos barros de Três Corações na área da Paróquia São Jorge em Areia Branca, no bairro do Armazém e a comunidade de Aquiles Lisboa ambas na área da Paróquia São João Batista estão celebrando a neste sábado dia 8, a santa padroeira.

Também ha festa na Paroquia Nossa Senhora da Conceição em Central do Maranhão que está reunindo todas as comunidades do município, para celebrar, neste sábado, a festa de Nossa Senhora da Conceição, padroeira da cidade.

Na cidade de Central do Maranhão, estrá celebrando hoje os padres irmãos, Padre Antonio Jorge e Padre Henrique Jorge, onde receberá muitos cururupuense e mirinzalenses que acompanham e admiram o trabalho sacerdotal dos irmãos. 

As festividades serão realizadas em cada comunidade católica com seus respectivos temas e programações, está garantida a presença de devotos e fiais da santa protetora Nossa Senhora da Conceição.



Oração a Imaculada Conceição

Posto Guará
Virgem Santíssima, que fostes concebida sem o pecado original e por isto merecestes o título de Nossa Senhora da Imaculada Conceição e por terdes evitado todos os outros pecados, o Anjo Gabriel vos saudou com as belas palavras: Ave Maria, cheia de graça; nós vos pedimos que nos alcanceis do vosso divino Filho o auxílio necessário para vencermos as tentações e evitarmos os pecados e, já que vós chamamos de Mãe, atendei-nos com carinho maternal e ajudai-nos a viver como dignos filhos vossos. Nossa Senhora da Imaculada Conceição, rogai por nós.

Auto Posto Piedade Semana da Patria
História:
Nossa Senhora da Conceição é um dos títulos atribuídos a Virgem Maria, Mãe de Jesus Cristo. Este deriva do dogma da Imaculada, proclamado pelo papa Pio IX em 1854, que afirma que a Virgem foi concebida sem a mancha do pecado original.


Desde os tempos da Igreja primitiva, os fiéis sempre acreditaram que Maria, a Mãe de Jesus, nasceu sem o pecado original. Tanto no Oriente como no Ocidente, há grande devoção à Maria enquanto mãe de Jesus e Virgem sem Pecados. No começo do cristianismo o dogma da Imaculada Conceição já era tida como uma verdade de fé para os fiéis. A Santa é padroeira de varias comunidades, municípios, capitais e estado.



Bíblia e tradição
O dogma que declara a Imaculada Conceição da Virgem Maria é fundamentado na Bíblia: Maria recebeu uma saudação celestial do Anjo Gabriel quando este veio anunciar que ela seria a Mãe do Salvador. Nessa ocasião, o Anjo Gabriel saudou como cheia de graça.
Foi o papa Pio IX, o papa que proclamou o dogma da Imaculada Conceição, recorreu principalmente à afirmação de Gênesis (3, 15), onde Deus diz: Eu Porei inimizade entre ti e a mulher, entre sua descendência e a dela, assim, segundo esta profecia, seria necessário uma mulher sem pecado, para dar à luz o Cristo, que reconciliaria o homem com Deus.
O verso Tu és toda formosa, meu amor, não há mancha em ti, no Cântico dos Cânticos (4,7) também é uma referência para defender a Imaculada Conceição. Outras passagens bíblicas referentes são: Também farão uma arca de madeira incorruptível (Êxodo 25, 10-11). Pode o puro (Jesus) vir de um ser impuro? Jamais! (Jó 14, 4). Assim, fiz uma arca de madeira incorruptível… (Deuteronômio 10, 3). Maria é considerada a Arca da Nova Aliança (Apocalipse 11, 19) e, portanto, a Nova Arca seria igualmente incorruptível ou imaculada.
Também existem os escritos dos Padres da Igreja, como Irineu de Lyon e Ambrósio de Milão. São Tomás de Aquino, por volta de 1252, declarou abertamente que a Virgem foi, pela graça, imunizada contra o pecado original, defendendo claramente o dogma do privilégio mariano, que seria declarado e definido séculos mais tarde.



0 Comentários

Deixe o seu comentário!