Logo
  • Judiciário de Cururupu e parceiros mobilizam comunidade contra violência doméstica.

    Publicidade Victor Farma e Auto Posto Piedade

    Isoladas Sim, Sozinhas Não

    O Poder Judiciário de Cururupu encabeça a mobilização dos órgãos que integram o sistema de Justiça e segurança pública, nos meses de maio e junho, no sentido de alertar a população de Cururupu e Serrano do Maranhão sobre a importância de prevenir e denunciar casos de violência doméstica e familiar contra a mulher nessas cidades.

    O juiz Douglas Lima da Guia, titular da vara única, idealizou a campanha, a ser executada em parceria com servidores públicos e representantes do Ministério Público (promotor de Justiça Frederico Bianchini); Delegacia de Polícia Civil (delegado regional Thiago Sitônio); 25º Batalhão de Polícia Militar (comandante Márcio André Oliveira); e Creas (coordenadora Emanuele Costa Chaves), que atuam na região.

    Publicidade Patrocinadores

    Por meio dessa parceria, foram desenvolvidas ações conjuntas nos grupos de whatsapp daS cidades, com divulgação de vídeo educativo com mulheres; inserção de áudio na rádio local durante os programas de maior audiência; disponibilização do canal whatsapp do fórum para recebimento de pedidos de medida protetiva ou de descumprimento de decisões judiciais; intensificação na fiscalização das medidas protetivas e contato com líderes comunitários e religiosos, nos povoados e ilhas vizinhas.

    DENÚNCIAS – Durante a campanha, o juiz reforçou a mensagem de que o Poder Judiciário e as demais instituições da rede de proteção à mulher estão de “portas abertas” para receber as denúncias e acolher as mulheres vítimas de violência doméstica, enquanto durar a quarentena e sempre que necessário.

    Para o juiz, “campanhas como essas são importantes para que a população saiba que, mesmo diante desse cenário de isolamento social durante a pandemia da Covid-19, a Justiça e os demais órgãos continuam recebendo e encaminhando as denúncias e adotando todas as medidas necessárias para que as mulheres vítimas de violência sejam tratadas com prioridade.”

    Segundo informações da secretária judicial da vara, Marília Linhares, 56 medidas protetivas de urgência foram emitidas pela vara de Cururupu, somente nos meses de janeiro a maio deste ano. O telefone do plantão do fórum (98 – 8519-2696) foi colocado à disposição das mulheres que necessitam de Medida Protetiva de Urgência (Plantão CPU), além dos contatos da Polícia Militar, (98 – 8537-7653) e Polícia Civil (98 – 3391 1485), para denunciar as ocorrências.

    Fonte: Helena Barbosa – Assessoria de Comunicação da Corregedoria Corregedoria Geral da Justiça do Maranhão




    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!

  • FALE CONOSCO – 98-98465-5441

  • UPAON-AÇU CORRETORA DE SEGUROS

    UPAON-AÇU CORRETORA DE SEGUROS

    UPAON-AÇU CORRETORA DE SEGUROS

  • FAÇA JÁ SEU PLANO DE SAÚDE, PARA SUA EMPRESA E SEUS FAMILIARES. LIGANDO PARA (98)98822-0303 / ZAP: 99161-1878 FALAR COM COM CARLOS CAMELO

    UPAON-AÇU CORRETORA DE SEGUROS

    UPAON-AÇU CORRETORA DE SEGUROS

  • IVANILSON REIS

    IVANILSON DO SINDICATOS RURAL

  • ESCOLA IESTEC

    ESCOLA IESTEC

    ESCOLA IESTEC

  • FRANCISCO BASTOS OU BASTOS DO IBGE

  • ESCOLA RAIO DE LUZ AGORA EM MIRINZAL

    ESCOLA RAIO DE LUZ

    ESCOLA RAIO DE LUZ

  • PROFESSOR JOSEAN ALMEIDA

    PROFESSOR JOSEAN ALMEIDA